Atualizado por Sadam em 28/05/2016

Voltar à página inicial

História

No estado do Rio de Janeiro, em 2006, quatro motociclistas escudados e atuantes se lançaram candidatos a Deputados Estaduais e Deputados Federais. Foi um marco histórico, quando pela primeira vez cidadãos apaixonados por motocicletas colocaram seus nomes à disposição para que os motociclistas pudessem agir de forma direta e objetiva, em busca de melhores condições de uso das motocicletas no Brasil, fiscalizando o poder público, criando leis e principalmente levando para a política partidária os ideais de fraternidade, liberdade e igualdade que regem o motociclismo.

Naquela ocasião, em função das dificuldades internas nos partidos onde este quatro motociclistas estavam filiados, alguns já levantavam a possibilidade da fundação de um Partido Político regido com estes ideais e que pudesse trabalhar em benefício não só do motociclismo, mas de toda a sociedade, tão prejudicada pela forma com que a grande maioria dos partidos eram administrados e dirigidos.

No início deste ano de 2016, em um grupo no WhatsApp, um motociclista, cansado de tanto descaso, levantou novamente esta possibilidade. Um dos candidatos de 2006 leu a postagem e se colocou à disposição para iniciar o processo de criação de um Partido de Motociclistas e criou um grupo específico no WhatsApp para este fim. Outros motociclistas foram convidados a participar e após sete dias já tínhamos representação em 16 estados do Brasil.

Definimos um grupo de motociclistas para fazer parte da Comissão Organizadora e iniciamos o trabalho, com a definição do logo após votação dentro do grupo e o planejamento para cumprimento das etapas exigidas pelo TSE (Tribunal Superior Eleitoral) para o registro definitivo do PDM.